PEELING QUÍMICOTRATAMENTOSTRATAMENTOS 4TRATAMENTOS PARA O ROSTO

Entenda o Peeling químico

Cirurgia plástica post-quimico

Utiliza uma solução química a base de fenol, ácido tricloroacético e ácidos alfahidróxidos para suavizar a textura da pele e remover as camadas exteriores danificadas. Como cada uma dessas substancias um tem uma finalidade diferente, caberá ao médico escolher e ajustá-las para atender às necessidades específicas da paciente, de acordo com três intensidades:

  • Superficial – Ideal para quem tem pigmento irregular, ressecamento, acne ou rugas superficiais, ele remove apenas a camada exterior da pele (epiderme) com uma esfoliação leve, o que resulta em um brilho saudável. Normalmente o tratamento demora até seis semanas, para alcançar os resultados desejados.
  • Médio – Indicado para quem tem cicatrizes de acne, rugas mais profundas e tonalidade desigual da pele, ele remove as células epiteliais tanto da camada exterior da pele (epiderme) quanto da parte superior da sua camada média (derme). O peeling químico médio, conforme orientação médica, pode ser realizado a cada 6 ou 12 meses.
  • Profundo – Envolve sempre algum tipo de pré-tratamento, por até oito semanas, para preparar a pele e acelerar o processo de cicatrização. Durante esse período, medicamentos derivados da vitamina A, podem até serem usados para afinar a camada superficial da pele, com o objetivo de permitir que a solução química penetre de forma mais uniforme e profunda. Já durante o procedimento em si, é empregado um anestésico local, além de sedação, para diminuir qualquer desconforto no paciente. Depois é espalhada a substância indicada na área pré-determinada, onde permanecerá de 30 minutos até duas horas na pele. No fim desse tempo, o médico pode optar tanto por uma espessa camada de vaselina aplicada na região tratada quanto cobri-la com tiras de fita adesiva (com abertura apenas para os olhos e boca), para proteger, no mínimo, por dois dias, as crostas que se desenvolverão.

Note que, embora o peeling químico seja usado principalmente na face, ele também pode ser empregado para melhorar a pele do pescoço e também das mãos.

Lembre-se

 

Foto: 62

 

Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, pois a descamação que provocam costuma ser bem fina, a ponto da pele se refazer em 4 ou 5 dias. Já os médios e profundos são realizados em aplicações únicas, devido à descamação mais intensa e formação de crostas, cuja cicatrização se inicia em 24 horas e se completa entre 7 e 15 dias. Portanto, cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista, único profissional que sempre saberá indicar o melhor tratamento.

Comente aqui