NOTÍCIAS

Riscos de infecção e trombose no pós-operatório

Infecções são mais comuns em torno da cicatriz, porém elas também podem ocorrer internamente, o que causa inchaço, dor, febre e pus. Por isso, além de cumprir o repouso recomendado pelo médico, não realize movimentos excessivos no pós-operatório, pois se os pontos do procedimento se rompem e as bordas dos tecidos se separem, o risco de contrair uma infecção aumenta na mesma proporção que o tempo de cicatrização. Além disso, no caso de cirurgias para o implante de próteses de silicone, como na mamoplastia de aumento ou na gluteoplastia, se acontecer à rejeição, ela também leva a infecção. Mas em todos esses casos, o problema sempre é tratado com o uso de medicamentos indicados pelo próprio médico que acompanha ao paciente.

Já a trombose, que advém da formação de trombos ou coágulos, traz inchaço e dor intensa nas pernas, especialmente nas panturrilhas, além de pele brilhante e arroxeada. Tal complicação pode ser evitada com remédios anticoagulantes indicados pelo especialista e a movimentação dos pés e das pernas, mesmo quando se está deitado. No entanto, lembre-se que se a trombose não for tratada rapidamente, os coágulos podem se deslocar para os pulmões e provocar embolia pulmonar, situação grave que, em muitos casos, pode ser fatal.

Comente aqui